Fazer discípulos: uma Jornada de amor

fazer_discipulosNão nos enganemos. No dia de nosso encontro com o Senhor, prestaremos conta do que produzimos com os talentos que ele nos deu. O que teremos para oferecer a Ele? O status quo? Ou ao menos um discípulo que formamos.

Observe querido irmão. Os mandamentos se resumem a apenas dois: amara Deus sobre todas as coisas e ao próximo com a si mesmo. Nosso querido papa, beato João Paulo II, disse em uma de suas encíclicas que o maior ato de caridade que podemos fazer é evangelizar.

Nao podemos correr o risco de nos tranformar em ONGs ou prestadores de serviço social. Não que haja algum mal nisso, mas nosso chamado não para por ai.

Quantos filhos na fé já tivemos ou adotamos? É bom lembrar que um pai ou uma mãe está sempre disposto a dar a vida pelos seus filhos. Ouvimos, então, uma pergunta ecoar corações a fora: “Onde está o teu irmão?”

Estará ele perdendo os dias em frente à TV ou ao PC? Estará ele se iludindocom os prazeres desta vida? Estará ele tão somente ignorando que Deus o ama? Só o Amor pode quebrantar-lhe o coração.

Querido irmão, querida irmã. Ame. Ame os que não têm quem os ame. Ame os que estão perto. Os que estão distante. Ame os amigos, os inimigos. Ame seu pai, ame sua mãe. Ame seu irmão, sua vó… Só é possível fazer discípulos para nosso Senhor se usarmos a linguagem do amor.

Ir. Diogo de Andrade

Related posts

Leave a Comment